fechar× Entre em contato 71 99914-5850
Escolhi a minha profissão com 16 anos, a partir daí entrei na universidade de Arquitetura e Urbanismo, e nunca mais deixei esta profissão e suas infinitas possibilidades.

Considero a minha experiência profissional muito rica, pois, ao longo dos meus 27 anos como Arquiteta e Urbanista, tornei-me Mestre em Engenharia Arquitetônica e Pós-graduada em Engenharia de Segurança do Trabalho, fui docente do Curso Superior de Tecnologia em Segurança no Trabalho e do curso de Arquitetura e Urbanismo, além de coordenadora de pesquisas em Arquitetura e Urbanismo. Desenvolvi capítulos de livros e artigos publicados no Brasil e no exterior. Além de ter trabalhado em empresas dos setores público e privado. Atualmente, sou docente dos cursos de Design de Interiores e Engenharia Civil.

Por intermédio da Arquitetura, conheci outras culturas, morei no Japão por três anos e seis meses onde fui Bolsista do Monbusho (Ministério da Educação), estudei Japonês na Osaka University of Foreign Languages e fui estudante pesquisadora e mestranda da Osaka University.

Durante o tempo em que morei no Japão, também iniciei a paixão pela fotografia, comprei a minha primeira câmera profissional, pois, precisava manter viva em minha memória visual as lindas paisagens arquitetônicas desse país.

O mestrado no Japão abriu as portas do mundo para mim, a partir daí o meu contato com diferentes culturas se ampliou, o que teve como resultado trabalhos científicos apresentados em países como EUA e Itália.

Com a Pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, outras experiências começaram a fazer parte da minha vida profissional: participei da elaboração e implantação de padrões, boas práticas e ferramentas de Saúde Segurança e Meio Ambiente, como: Requisitos de Atividades Críticas e Sistema de Gestão de Saúde e Segurança e aplicação de 5S (metodologia utilizada para a implantação de qualidade total em empresas); conduzi processos de planejamento em segurança, saúde ocupacional e meio ambiente e desenvolvimento de projetos de capital de porto e ferrovia; coordenei equipes, apoiando treinamento e desenvolvimento de pessoas, inclusive com nacionalidades distintas.

Foi este amor à primeira vista, iniciado aos 16 anos, que me fez descobrir que a Arquitetura é mais do que uma profissão, é uma experiência, uma filosofia de vida, é estar aberto para conhecer o mundo e suas diversas culturas e, ao mesmo tempo, projetar a habitação, que é o local onde a parte mais significativa da vida pessoal de um ser humano se desenvolve.